19 de outubro de 2008

Puma está impossível!!






Muita Chuva e barcos na água

A metereologia já previa chuvas para o Rio de Janeiro no Domingo desde quinta feira e não erraram. O dia clareou com muita neblina e chuva do jeito que o carioca não gosta, mas mesmo assim sete loucos se dirigiram para a lagoa da barra para cumprir o calendário da Flotilha Barravela de RG65. Depois de ligarem para alguns que não apareceram me ligaram. Eu estava acordado desde às 6:00h da manhã e a neblina não deixava eu ver a praça em frente ao prédio. Chovia, fazia frio e calmamente eu assistia a final da Copa do Mundo de Futsal. Quando eles falaram que já estavam colocando as bóias levantei correndo coloquei as coisas no carro e fui para o Clube dos Bombeiros, eu era o oitavo doido! As bóias foram colocadas na água sob chuva fina que teimava em cair e as 11:30h os barcos começaram as regatas. O equilíbrio na Flotilha está cada vez maior e os barcos se revezaram na liderança das regatas a cada bóia. Logo na segunda regata do dia a chuva começou a apertar fazendo que os comandantes tivessem que improvisar sacos plásticos sobre os rádios. Após cinco regatas as condições de vento e chuva pioraram muito e ficou decidido por todos o encerramento das regatas e valendo as posições com um descarte. Após a contabilização dos resultados o Puma faturou pela primeira vez uma regata da Flotilha Barravela, mostrando que a vitória da semana passada na Escola Naval não foi sorte. O Puma venceu duas regatas e mostrou muita regularidade nas demais (dois terceiros e um abandono que serviu de descarte). Em segundo chegou o novo barco de Sergio Cunha, o Escambaset Rãneibaibi (não me pergunte o por quê deste nome). Em terceiro ficou Eduardo Rezende com exatamente os mesmos resultados que Renê. O Voodoo do Eduardo levou a melhor por ter chegado na frente de Renê na última regata do dia. O Vic do Felipe teve muitos problemas com a chuva (principalmente as mãos do Felipe dentro do saco plástico segurando os controles) e ficou somente com a quinta colocação. Nos BVs o Ricardo Suzini com o Massimus mais uma vez dominou as regatas, com Basílio e seu Cris em segundo e o Ptleco do Gilberto em terceiro.
Depois das regatas de Domingo faltam duas etapas e não há nada decidido. O Felipe Rezende não tem demonstrado o mesmo desempenho com o barco novo e Eduardo Rezende tem chances reais de levar o título do ano. Eu estou brigando pela quarta colocação do geral. Em Novembro serão realizadas as duas últimas regatas de 2008.

2 comentários:

Rene disse...

Esta regata foi mesmo muito disputada. Faltou dizer que entre o primeiro e o quarto lugar havia apenas 2 pontos de diferença!

Ricardo Fidalgo disse...

Parabens Belluco... peço desculpas a todos por ter levado o sol comigo para a bahia (rsrsrs), na proxima já participarei.